fbpx

DESENVOLVIMENTO DE LOJAS VIRTUAIS (e-COMMERCE)

Se você pensa que qualquer tipo de venda online é e-commerce, está enganado. Para ser um e-commerce é preciso que uma empresa, fabricante ou revendedora, tenha uma loja virtual própria sem intermediador no processo de venda. Ou seja, todo este processo de venda e logística deve ser realizado por ela.

O e-commerce, ao contrário do marketplace, permite mais liberdade. Nele você é quem define a estrutura, o design e as ações promocionais, sazonais ou o calendário da loja virtual. Isso lhe ajudará a ter melhor amplitude no processo de vendas e saberá exatamente em que focar em cada período do ano, seja no dia das mães, dia dos namorados ou nos períodos de menor fluxo de vendas, permitindo gerar ofertas que as impulsionem nestes períodos.

No verdadeiro comércio eletrônico, por toda esta  liberdade é que torna-se indispensável as ações promocionais, ter diversidade nas categorias de produtos, disponibilizar filtros específicos de busca para melhor experiência dos usuários. Por esses e outros fatores é que podemos dizer: o e-commerce é a alternativa que torna suas vendas online mais escaláveis e sem limites.

Você pode querer ler: Por que o Magento?.

Como desenvolvemos?

Optei pela melhor plataforma de e-commerce, o robusto Magento. Com ele você pode ter uma loja de 100 ou 10.000 produtos. Com a liberdade de não ter que fazer upgrade de planos ou acabar migrando para uma hospedagem diferente por perceber que algumas plataformas disponíveis no mercado oferecem planos que parecem ser o "ideal" enquanto não são. Veremos em seguida o que é essencial para uma loja virtual.

É claro que o tempo de desenvolvimento de uma loja virtual é totalmente diferente de produzir um site, onde o conteúdo é mais direcionado ao institucional. O e-commerce deve possuir os mínimos detalhes de seus produtos, como variações de cores, tamanhos, peso, dimensões, se é atacado ou varejo ou se é voltado ao cliente final (B2C - Business to Client) ou a empresas (B2B - Business to Business), etc.

Você deverá preparar sua estrutura para que não hajam discrepâncias entre o seu estoque de vendas físico e virtual. Como as vendas online são escalonáveis e você deve ainda pensar na logística, antes de publicar sua loja virtual deverá contar com bons parceiros para o transporte seguro de sua mercadoria, planejar o tempo de entrega, embalagem, direcionar equipe especializada.

Alguns acreditam que colocar produtos para vender online fará com que as vendas explodam. Sim, isso pode acontecer caso o trabalho seja bem feito desde o planejamento e que haja realismo.

As formas de pagamento são um dos mais importantes fatores de sua loja virtual. O comércio eletrônico hoje conta com uma diversidade de sistemas de pagamento online que facilitam a vida tanto das empresas quanto dos usuários. Temos PayPal, Pagseguro, Moip, dentre tantos outros.

Você ainda pode ter seu próprio sistema de pagamentos, o que torna a experiência do usuário mais rápida. Porém, é preciso primeiro adquirir credibilidade no mercado antes que haja confiança dos compradores. O melhor é inicial com uma API de pagamento integrada antes de partir para seus próprio sistema.

Outros Fatores

Para desenvolver sua loja virtual é preciso levar algumas informações em consideração.

Desde pensar em desenvolver seu comércio eletrônico a realmente fazê-lo, você precisará definir com quem seu conteúdo irá dialogar. A quem interessa seus produtos ou serviços? Faixa etária, gênero, profissão, nível de escolaridade... apenas colocar produtos e esperar a mágica acontecer não é um pensamento realista.

Será vital para que sua loja virtual gere todo o potencial de vendas, investir em marketing de conteúdo. Um calendário editorial, definição de persona, pautas, permitir a avaliação dos seus produtos ou serviços pelo usuário e, principalmente, ter um ótimo atendimento online, farão com que tenha sucesso.

O Brasil é o maior em e-commerce da América Latina e está entre os 10 maiores do mundo

Entre os 10 países com as maiores receitas de e-commerce por usuário em 2018, o Brasil está em 9º lugar, gerando um ticket médio de $123 por usuário. São 119 milhões de usuários.

Na Black Friday deste ano as vendas no e-commerce bateram a marca dos R$2,6bi no Brasil, aponta pesquisa da Nilsen/e-Bit. Alta de 23% em relação ao ano anterior.

Há muito dados sobre o comércio eletrônico e o desenvolvimento de lojas virtuais que compartilharemos futuramente no Blog.

Agora que você já está munido de informações que motivam sua decisão em ter uma loja virtual e ser um empreendedor de sucesso no e-commerce, pode ficar a vontade para solicitar seu orçamento.

Por que fazer um mapa da minha Loja Virtual antes?

Assim como no desenvolvimento de sites, isso ajudará a ter a realidade do que está desenvolvendo. No comércio eletrônico por termos uma quantidade de informações muito maior e necessitarmos detalhamento de tudo sobre os produtos, formas de pagamento, entrega, controle do estoque, gerenciamento das vendas concluídas, não concluídas, abandono do carrinho de compras, cancelamento de vendas e tornar essas informações ferramentas para aumentar a interação com os usuários e evitar estas ocorrências é que o tempo de desenvolvimento se torna muito maior.

Por isso, fazer a Consultoria antes de desenvolver o seu e-commerce  será imprescindível para o melhor aproveitamento do seu investimento. Também diminuirá o tempo de desenvolvimento. Com todas as informações geradas e um mapeamento preciso, tenha certeza que o desenvolvedor trabalhará mais rápido com um fluxograma das ações da loja virtual pronto.

O que é essencial para para uma boa loja virtual?

Para manter a robustez do Magento , que foi considerado o líder mundial em comércio eletrônico pela Quadrante Mágico (Gartner), é preciso manter alguns cuidados. Como o "core" do Magento  é bastante denso, você precisará de um servidor de hospedagem tão robusto quanto ele, a fim de evitar uma loja virtual lenta e que ofereça uma experiência ruim aos usuários, demorando demais no carregamento das páginas e imagens dos produtos.

O mais recomendado é que utilize uma hospedagem cloud, onde terá um servidor exclusivo para o seu e-commerce e não uma hospedagem compartilhada, como na maioria das vezes contratam uma hospedagem com intenção de reduzir os custos. Isso é contraproducente.

Nas hospedagens de um servidor compartilhado, mesmo que você utilize um IP dedicado, toda a memória e estrutura é compartilhada com outros sites ou lojas virtuais que também estiverem armazenadas ali.

O que é melhor?

Siga estas orientações e você será um feliz comerciante eletrônico com uma loja rápida, eficaz, robusta e que suporte um alto volume de tráfego sem sofrer as famosas "quedas" por excesso de acessos, superiores ao que sua hospedagem suporta.

Eis o que precisa

 Registrar seu domínio;

 Servidor de Hospedagem Cloud ;

 Certificado de Segurança SSL;

Ip dedicado para SSL ;

É altamente recomendável que você use o registro de vários domínios, podendo dividir entre eles o armazenamento de alguns tipo de arquivos, como imagens e documentos e outras aplicações integradas. Isso vai te dar maior velocidade no carregamento das páginas no domínio principal. Também é uma ótima técnica de SEO.

Analise com cuidado todas as aplicações que precisa usar em sua loja virtual. Por mais que seja dito por aí que você pode ter sua loja virtual sem conhecer nada de programação e que não precisa contratar um desenvolvedor, quem diz isso oferece todo o suporte no "backend" .

É possível? Claro que é. Se você tem um pequeno negócio com uma baixa diversidade de produtos não há problema algum. Pense que mesmo assim precisará demandar bastante tempo para catalogar todos os produtos, suas variações, preços, aplicação de descontos para atacado ou informações específicas para varejo.

Por que devo pensar em tudo isso?

Quando vamos comprar numa loja física todas estas informações são obrigatórias. Certo? O mesmo se aplica ao comércio eletrônico, pois nele o usuário quer ter uma experiência ainda melhor do que na loja física. Tendo todas as informações em mãos e, acompanhando uma tendência atual, ele pode comprar o que deseja na loja virtual e retirar o produto com frete grátis na loja física. A praticidade de comprar sem filas e tumultos e o conforto de não pagar mais caro por causa do frete.

Além disso, muito tem sido investido em inteligência artificial , realidade artificial e realidade aumentada, no caso de grandes marcas mundias. Mas isso já está se popularizando.

O que não pode faltar na sua loja virtual?

Um item essencial para que sua loja virtual desponte dentro da grande concorrência do e-commerce brasileiro é um bom "Atendimento Online ao Cliente", o famoso SAC-Online.

Com ele você diminui um dos principais fatores de baixas vendas online, que é o abandono de carrinho. Ele pode acontecer desde a falta de informações sobre o produto, frete, a falta de um cupom de descontos e muitos outros fatores. É recomendável que quando um cliente abandone o carrinho de compras, ele receba um e-mail imediatamente com um cupom de desconto para incentivar o retorno à loja virtual e conclua o processo de compra.

Se ele tiver um acompanhamento online imediato (e eficiente) isso pode ser evitado.

Como esta não é uma seção de Blog, vou deixar você com as informações que já explanamos. Caso precise de mais informações, você pode me chamar para se informar melhor aqui.

A recomendação principal é: sempre comece pela CONSULTORIA.


Próxima página: Loja Virtual (e-Commerce).




SUA EMPRESA PODE E DEVE VENDER ONLINE.

As estimativas de crescimento do comércio eletrônico no Brasil
estão entre as maiores do mundo. Atualmente já somos o maior da América Latina.



Solicite o seu orçamento para Loja Virtual.